Por dentro da State University of New York: entrevista com o ex-aluno João Rafael Refatti

Confira a entrevista com nosso ex-aluno João, que participou da turma de janeiro de 2020, para saber mais sobre o dia a dia dos alunos da State University of New York.

Qual curso você escolheu? Como foi o seu primeiro dia?

Realizei o curso de Strategic Thinking. O primeiro dia do programa posso dividir em dois, domingo e segunda. Domingo fomos à universidade fazer um tour, conhecer onde seriam ministradas as aulas, o refeitório, os túneis e tudo mais. O segundo dia que foi em sala mesmo, foi mais uma apresentação do que seria realizado no curso e o que seria realizado ao longo dele. Tivemos almoço com o diretor da universidade e os responsáveis pelos cursos, foi um dia pra adaptação, tanto ao idioma, como à universidade.

Como era a sua rotina durante os dias de aula? E no final de semana?

Engraçado até pensar que foi criado uma rotina tão rápido e em tão pouco tempo (apenas 3 semanas de curso), mas era basicamente ir para aula da manhã (Strategic Thinking), almoçar na universidade e ir pra aula da tarde (Business English). Depois da aula geralmente ia ao shopping ou Wallmart para comprar algo pra comer, pois Albany não é uma cidade grande, mesmo sendo capital do estado de New York, e não tinha muitas opções perto da faculdade e hotel para comer. Chegando no hotel (onde estava a maioria dos alunos) conversávamos e trabalhávamos nos projetos que deveriam ser entregues na última semana do curso, além de estudar pra aula do próximo dia.

Aos finais de semana eram os dias de visitar as regiões próximas ou até mesmo conhecer a pequena, porém cheia de história, Albany. Que foi o que fiz no meu primeiro final de semana na cidade, visitei vários museus na cidade, os parques, o capitólio estadual de Nova Iorque também (foto em anexo).

No segundo final de semana fui à cidade de Nova Iorque, onde tem muito o que fazer, andei pelo Central Park, visitei o Museu Americano de História Natural, assisti um jogo da NBA, o show do Aladdin da Broadway (o que mais recomendo, inclusive), além de visitar vários pontos turísticos famosos.

E falando de turismo, Albany é muito perto de várias cidades, então perto dali, com poucas horas de viagem, você pode ir para muitos lugares (Filadélfia, Washington, NY, Canadá, Boston, Chicago). Para quem quer algo mais ativo, tem algumas montanhas perto que é possível esquiar.

Por que escolheu estudar na State University of New York?  Qual foi sua coisa favorita na universidade?

A escolha pela SUNY (State University of New York) aconteceu pela propaganda feita no grupo do Facebook da UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná), onde estudo. Eu nem sabia que eram ofertados curso em outros lugares, mas NY é um lugar que muitos querem conhecer e visitar.

Em relação a SUNY, com certeza o que mais gostei foi a infraestrutura. Um lugar gigantesco, cheio de túneis para se proteger da neve e poder transitar pelos vários blocos.

Como eram os professores e as aulas?

Os professores que tive eram divertidos e comunicativos, dispostos a tirar dúvidas, a aconselhar passeios e tinha um até que levava donuts nas aulas para os alunos. As aulas, como falei acima, eram bem participativas, no curso que fiz, tínhamos que estudar casos de várias empresas e discutir sobre na aula, tendo vistas dos alunos e dos professores. Uma didática interessante, que aparentemente tem sido melhorada com o feedback dos alunos. 

Tivemos também dois trabalhos para serem apresentados no final do curso. O primeiro era de Strategic Thinking que fazíamos uma análise geral de uma empresa, como ela se comporta no mercado, seus lucros, estratégias de marketing e muito mais. O segundo trabalho era para todos os alunos, independente do curso, onde deveríamos criar algo inovador e tentar vender essa ideia, como ela funcionaria, os custos para torná-la real, como ela ajudaria os outros e você.

Como foi o dia da formatura?

Todo o esforço foi feito para chegar no dia de pegar o diploma e da formatura. A cerimônia foi no horário do almoço, inclusive tivemos um almoço no salão para comemorar. Foi uma cerimônia simples, com transmissão no Facebook para nossos familiares e amigos acompanharem online. O pré-formatura foi marcante, lembro que estávamos com medo de andar de sapato na neve, as mulheres com medo do salto escorregar e caírem. Foi um dia bem divertido, onde comemoramos com pessoas que até 3 semanas antes você não sabia nem o nome e na formatura já eram grandes amigos.

Ao final dessa experiencia, o que você crê que mais te marcou no âmbito profissional? E no pessoal?

No âmbito profissional foi uma bela experiência, poder praticar inglês em um alto nível, tendo que fazer uma apresentação séria e de muita pesquisa, além de me abrir os olhos para muita coisa do mundo dos negócios, pois faço Engenharia Mecânica e até então não tinha tido muito contato com Business.

No âmbito pessoal com certeza foram os amigos que fiz, foi o melhor que poderia ocorrer na viagem. Pessoas de várias regiões do Brasil e até da Argentina. Um pessoal que continuo mantendo contato e que foi de um prazer imenso conhecer!


Obrigada pela entrevista e pelos registros de sua experiência internacional, João! Que você tenha muito sucesso na sua vida profissional.

E se você está lendo esse post e quer fazer como o João, clique aqui e conheça mais sobre os cursos disponíveis na State University of New York! Estudar três semanas em New York, ter contato com alunos de diversos países, com professores PhDs, e visitar empresas na região vai lhe proporcionar uma experiência pessoal e profissional incrível. Não perca essa oportunidade e se inscreva no processo seletivo de bolsas de estudo. São mais de 1500 alunos que todos os anos estudo em instituições parceiras da IBS Americas nos Estados Unidos e Europa.